O desafio de inovar na educação em tempos de pandemia

Por: Equipe Educacional de Conteúdo – IOS

auditoriovazio

O mês de março de 2020 vai ficar marcado na história do IOS. O Instituto estava em plena atividade e os mais de 1500 alunos matriculados tinham acabado de começar as aulas nos diferentes cursos oferecidos pela organização social. A pandemia de Covid-19, no entanto, fez com que os planos mudassem. Medidas de isolamento foram necessárias e a segurança de funcionários, alunos e familiares estavam em primeiro lugar. Sendo assim, todas as unidades foram fechadas e as aulas suspensas.

Era importante para o IOS continuar a apoiar a empregabilidade de seus alunos e ajudá-los a ter um acesso maior a oportunidades no mercado de trabalho. Afinal, essa é a missão do Instituto. O desafio, portanto, era grande. Era necessário manter o vínculo e a comunicação com alunos e tentar, de alguma forma, dar total assistência aos alunos em situação de vulnerabilidade.

Diante desse cenário, considerando todas as barreiras e oportunidades, surgiu a ideia: e se ficássemos ao vivo na internet? Essa pareceu ser a melhor alternativa para manter a relação com os alunos e até estreitá-la em um momento tão delicado. A proposta era a seguinte: três lives por dia, divididas em três períodos (manhã, tarde e noite) e cada uma delas durando, no máximo, uma hora. O período previsto para a duração das lives era de três semanas. Exatamente entre os dias 23 de março e 10 de abril.

Em poucos dias foi criada uma estrutura para a produção de conteúdo diário e ao vivo. Para dar conta dessa demanda, toda a equipe Educacional foi envolvida: analistas, assistentes sociais, pedagogos, psicólogos, conteudista, designer instrucional, todos! Eles foram os responsáveis por produzir, divulgar e dar todo o suporte necessário para a execução das lives e das outras demandas que estavam em andamento nos cursos do IOS.

A equipe de Conteúdo, chegou aos temas relacionados à proposta pedagógica do IOS, considerando principalmente o interesse dos estudantes. Temas definidos? Sim! O próximo passo foi apresentar a ideia aos demais participantes da Equipe Educacional para batermos juntos o martelo.

Os temas foram compartilhados também com o corpo docente para que os interessados em participar dessas lives pudessem escolher aquele ou aqueles com os quais se identificassem mais. Foi uma oportunidade para os professores continuarem educando e se comunicando com os alunos, mesmo de casa.

Assim que os responsáveis pelos temas foram definidos a missão foi dar nomes atrativos aos vídeos. Foi aí que as equipes de Conteúdo, Gestão Escolar e Psicossocial se juntaram para pensar na questão. Esse processo foi rápido e bem tranquilo em sua resolução. Como já dizia uma canção de Beto Guedes: ”Vamos precisar de todo mundo, um mais um é sempre mais que dois.”

Da mistura de professores e ferramenta, foi criado o termo “ProfTubers”, que foram os profissionais da equipe IOS que assumiram o desafio de conduzir as lives. A linha de frente estava definida, mas, por outro lado, nos bastidores, havia a necessidade de que todos falassem a mesma língua. A estratégia adotada foi ter, em paralelo à exibição das lives, o time educacional acompanhando os alunos por meio de grupos de WhatsApp. Assim o aluno teria sempre alguém do IOS à disposição, mantendo o conceito de turma. E os alunos também poderiam ir se apoiando no meio do caminho: Ninguém solta a mão de ninguém!

O dia 23 de março foi o primeiro dia de lives. Um clima de apreensão pairava no ar, mas logo foi tudo isso passou. Muito por conta da live de abertura realizada pelo ProfTuber José Marcos da unidade de Itaquera, que teve um alcance muito expressivo em termos de audiência. As lives que seguiram mantiveram a mesma qualidade e os números começaram a aumentar a cada dia de exibição.

A experiência de interagir nos chats enquanto ocorriam as lives, trouxe um maior conforto aos corações de todos os envolvidos no projeto. Era lá o espaço onde os estudantes compartilhavam suas opiniões e estavam em contato com os seus colegas de sala, outros alunos e participantes do IOS espalhados pelo Brasil e tiravam dúvidas com o ProfTuber e a equipe de retaguarda. O vínculo que já era forte, tem crescido e se fortalece cada vez mais.

O canal oficial do IOS em sua primeira semana de lives, teve 9.498 visualizações, o público acessou o Youtube 7.153 pelo celular, 1.975 pelo computador, 259 pela TV. O pico de audiência aconteceu no 1º dia de exibição (23/03/2020), com 3.630 visualizações da live que teve como tema “Transformar a Sociedade é Possível?”.  Números que nos animaram muito e comprovaram que nossos alunos estavam, sim, junto conosco.

Mas, quem eram esses alunos? Em relação ao perfil, na primeira semana 57,77% dos acessos foram do público feminino e 42,23% do público masculino. Sobre a faixa etária: 25,58% do público que assistiu, tinha entre 13 e 17 anos; 43,06% entre 18 e 24 anos; o público entre 25 e 34 anos representou 19,70%; e 11,67% tinha entre 35 e 44 anos. Esta última porcentagem é interessante pois revela que as lives do IOS também tiveram a participação das famílias e responsáveis pelos alunos.

Outro dado importante para o Instituto foi entender o nível de satisfação da audiência das lives na primeira semana. Para isso foi lançada uma pesquisa de satisfação que foi enviada sempre ao fim de cada live. A partir das respostas do público, foi possível entender por exemplo que os horários com maior adesão foram os diurnos. E, no que se refere aos temas abordados, apenas 2% consideraram regulares e 98% classificaram como bom ou ótimo.

Em relação à organização das lives, 59% das pessoas que as assistiram classificaram-nas como ótima, 38% como boa e 3% como regular. A metodologia dos ProfTubers também foi um dado coletado: 69% classificaram como ótima, 29% como boa e 2% como regular. E por fim, 98% classificaram como ótimo o conhecimento agregado nas lives oferecidas pelo IOS.

Toda essa movimentação, desde o início do período de quarentena, rendeu o número de 995 novos inscritos no canal do IOS do YouTube. Isso até o momento em que este artigo está sendo escrito, pois os números não param de crescer a cada dia. Os resultados da primeira semana foram animadores, mas a necessidade de seguir inovando já bate à porta. Será que as lives continuarão sendo interessantes para o público para além desse período? O formato continuará atendendo? Será necessário mudar a direção dos temas?

As únicas certezas até aqui são: a inovação precisa ser diária; haverá sempre mais perguntas do que respostas; se reinventar é preciso; esse é um desafio coletivo; e, principalmente, desafios sempre estiveram presentes na história do IOS. Superar metas e criar soluções faz com que a sociedade cresça e contribua para construir um mundo melhor. Para muito além de transferir conhecimento, queremos possibilitar sua construção, como dizia Paulo Freire. Seguimos juntos e em frente!

Este post não contém tags.
Compartilhe: